segunda-feira, 22 de outubro de 2012

F de Fá!


Sempre que vou ao projeto Arte sem Limites, faço meu tour habitual pelas salas de aula para ver como estão as atividades. Em algumas vezes, noto que minha presença pode atrapalhar, então um “bom dia” ou um sorriso para o professor já é suficiente. Em outras vezes, me deixo ficar ali na sala, assistindo à aula, “assuntando” – como diria uma velha amiga da Bahia... Foi assim que, enquanto o professor Juliano ensinava violão para um aluno em uma sala ao lado, me aproximei de Tâmara que tentava cumprir a sua atividade. Ela devia preencher um diagrama de violão com as cifras de Dó, Ré e Mi menor, com base em um modelo.

Para quem não sabe, as notas musicais são representadas com letras cuja simbologia é reconhecida universalmente. Assim, a letra C corresponde a Dó, D a Ré, E a Mi, F a Fá, G a Sol, A a Lá e B a Si. Não há correspondência entre a inicial da palavra de uma determinada nota com a letra respectiva, com exceção de Fá (F).

Voltando à atividade em questão, é importante fazer uma breve apresentação sobre Tâmara. Sempre que existe uma situação em que é preciso se apresentar, Tâmara abre um doce sorriso, diz o seu nome e, em seguida, ela fala: “Eu sou Down! Você sabia?” Talvez essa mensagem signifique: “Eu sou uma pessoa que adora fazer amigos, sou alegre, mas também tímida, sou espontânea e vivo o mundo da fantasia com uma facilidade imensa! Você vai gostar de me conhecer!”.


Legenda: Tâmara vestida de Branca de Neve para a filmagem de um vídeo.


Ao notar que Tâmara estava concentrada naquela atividade, perguntei-lhe que nota era “D”e, de imediato, ela respondeu: “Dó!”. Era a deixa que eu precisava para mediar aquela atividade. Pedi licença ao professor Juliano e realizei algumas “brincadeiras” com Tâmara. Inicialmente, perguntei o que vinha depois de Dó e ela, quase cantando, me ofereceu a sequência correta como resposta. Então, escrevi no quadro a seguinte informação:


C

D

E

F

G

A

B



Tâmara deveria escrever a nota correspondente, com base naquilo que ela sabia com tanta propriedade... Qual a primeira nota? Dó... E depois o que vem? Ré... Mi... Refizemos esse exercício algumas vezes. Em seguida, para avaliar o que de fato Tâmara tinha compreendido e o que ainda estava por elaborar, apresentei um exercício simples, no qual ela deveria ligar a letra à nota respectiva. Tâmara pensou, analisou, ligou, apagou o risco, refez... Ligou o F em Fá (de Fábio, o namorado), consultou a atividade anterior... 

Legenda: Tâmara consulta a atividade anterior.

 E me deixou com um orgulho daqueles! 


Legenda: Tâmara analisa a atividade de correspondência.

Pode parecer insignificante para alguns, mas o fato é que estimular alguém a colocar em ação a sua capacidade de análise e solução de um pequeno desafio cognitivo traz uma felicidade sem medidas! A Tâmara não acertou tudo de primeira... Ela mesma percebeu onde havia errado e aceitou repetir o exercício, mas com uma condição: “Quero fazer aula de violão, Line!”. Era o sinal de que a atividade começava a aborrecer...

Ela voltou para o violão... Eu voltei para a sala de stop motion... E saí com duas certezas:

1) Tâmara conhecia a sequência de notas musicais;
2) Para ela, G é de Sol, B é de Si, F é de Fá; Fá de Fábio, o namorado.


Legenda: Tâmara e Fábio em refilmagem da Branca de Neve.


Ainda não podemos falar sobre um final feliz, tivemos apenas um intervalo gratificante! O final feliz é coisa de Tâmara e seu mundo de fantasia, mundo que podemos visitar sempre que usarmos a nossa varinha de condão... Tem mesmo certa magia quando juntamos arte e educação... 
Apareça no Arte em um sábado desses! Você deixa de ir à praia em uma manhã de sol, mas ganha a semana inteira!


Um abraço,


Alline Andrade
Coordenação do projeto Arte sem Limites
Vitória-ES

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Programa de Voluntariado Da Vinci-Arte chega ao 3º ano!

Em 2009, nosso amigo Victor Biasutti, diretor cultural do Da Vinci, manifestou o interesse em estimular o engajamento de alunos de sua instituição como voluntários no projeto Arte sem Limites. Ao ser informada sobre o processo de divulgação da ideia e sobre os critérios de seleção, fiquei a pensar: "Desde o início dessa parceria, me agrada muito a forma como o projeto é levado a sério pelo Da Vinci!". 

Tivemos as primeiras experiências com Natália e Beatriz, em 2010. E, no ano seguinte, recebemos Thiago e Milena. Esses quatro estudantes são parcialmente responsáveis pelo movimento que ocorrera no início de 2012. Afinal, somos notados silenciosamente... de algum modo, nossas escolhas podem influenciar outras, mesmo indiretamente. 

No final de janeiro de 2012, liguei para Victor e disse o seguinte:

"- Victor! Eu me reuni com a equipe de professores do Arte e gostaríamos de saber se o processo seletivo de voluntários deste ano poderia ter as vagas ampliadas para 4..." (O que eu estava dizendo ao Victor é que simplesmente desejávamos dobrar a oferta... Ousadia a nossa, não?)

Demonstrando grande satisfação, Victor imediatamente se dispôs a aumentar a oferta de vagas e a iniciar o processo seletivo 2012.

Enquanto isso, a designer Carolina Poubel, responsável pela Oficina de Ideias do Arte, desenvolvia a logo do Programa de Voluntariado Da Vinci-Arte. Queríamos uma imagem que representasse adequadamente essa parceria e o resultado artístico foi o seguinte:
De acordo com Carolina Poubel, a logo do Programa de Voluntariado foi inspirada na “ideia de simplicidade e união de uma forma bem artística”. Essa logo representa “duas instituições sérias, que trabalham de perto com a arte e a música. O imagotipo da logo foi desenvolvido a partir da conexão do ícone da escola Leonardo da Vinci (o cérebro) com os borrões de tinta que lembram o Arte. Essa conexão visual representa a conexão real entre as partes.” Com essa junção, temos “uma marca jovem e alegre (por conta dos traços livres de pinceis), e ao mesmo tempo confiável, representada pela simplicidade e verticalidade da marca”.


Para Maria Brunella Biasutti Pignaton, Diretora de Marketing do Centro Educacional Leonardo Da Vinci, a logo do Programa de Voluntariado é uma modernização da logo do Da Vinci, considerando que, devido à proposta do trabalho realizado pelo Arte, a marca ficou "um pouco descontraída, minimiza a  seriedade do problema sem tirar a seriedade do programa!"

Agora temos uma marca que representa a integração que vem sendo conquistada entre os alunos que se dispõem a atuar como voluntários do Arte e entre os participantes do Arte que nos dão lições diárias de vida!


Quanto aos voluntários selecionados para 2012, desejamos que eles sejam bem vindos! Para conhecer como ocorreu o processo seletivo deste ano, acesse a postagem: "Dois + dois = 4. Voluntários Da Vinci 2012".


Cordialmente,


Alline Andrade
Coordenação Arte sem Limites

"Dois mais dois = quatro": Voluntários 2012


Essa foi a equação mais exata e, ao mesmo tempo, inesperada que poderíamos fazer... Em 2010, inauguramos o Programa de Voluntariado Da Vinci-Arte para a seleção de alunos que se dedicassem como voluntários nas atividades que ocorrem no projeto Arte sem Limites. Então recebemos as duas primeiras voluntárias, Natália e Beatriz, que abriram espaço para que, em 2011, tivéssemos a felicidade de conhecer Milena e Thiago. Era de se esperar que o modelo de seleção de dois voluntários por ano permanecesse. Porém, em 2012, dobramos a oferta de vagas, para receber quatro jovens voluntários. Não é que a equação deu certo?




A seguir, leia o relato feito por Victor Humberto Salviatto Biasutti, Diretor Cultural do Centro Educacional Leonardo Da Vinci, sobre o processo seletivo de alunos voluntários para o ano de 2012:


"O projeto Arte Sem Limites tem recebido alunos do Da Vinci que atuam como voluntários por períodos determinados, já vindo essa atividade acontecendo há três anos. 


Trata-se de exercício de cidadania, de amadurecimento pessoal e social, despertar para novos pensamentos e sentimentos, com reflexos capazes de influenciar a humanidade, o bem estar de todos. 
A troca das manhãs de sábados e horas de lazer ou de estudos pela doação de si próprios à causa do projeto e especificamente do apoio efetivo aos participantes portadores de deficiências, já representa para esses estudantes voluntários uma visão desenvolvida para a interferência e soluções em/para situações vividas por nossos pares.


Para alcançarem o direito de serem voluntários e receberem certificado oficial, degrau que tem sido cada vez mais considerado como enriquecedor do currículo social, os alunos concorrem com base em critérios estabelecidos. 


Neste 2012, grata surpresa, o número de candidatos foi recorde em relação aos anos anteriores tanto no sentido absoluto quanto no relativo (em relação ao número de alunos convidados a se candidatarem). 



Assim, 11 alunos se inscreveram como candidatos.  Parece um número pequeno... Só parece.  E há somente 04 vagas disponíveis.



A realidade exposta quando do convite – presença em todos os sábados, significando a abdicação de seus compromissos com amigos, família... deixar de ir à praia, ao sítio, dormir mais cedo na sexta-feira... alguns eventos em noites de semana, a concordância quase cúmplice das famílias...,  os critérios assim que conhecidos, fazem com que o número 11 a nós pareça bastante grande!



Parabéns a todos os candidatos! Parabéns aos que chegaram à fase final do processo de seleção para as 04 vagas!


Alunos que se inscreveram – ato que manifesta o seu desejo de ser voluntário no Arte Sem Limites:


Bruna Memelis Zucci
Eloisa Moulin Matias
Florença Pretti Carneiro da Cunha
Gabriel Brunoro Ferreira
Guilherme Piveti Filho
José Carlos Motta Lemos Neto
José Maykon de Souza
Katharina Botelho Benjamin
Luísa Guimarães Vaz
Luiza de Aguiar Lima
Sara Dogliotti


Alunos que atenderam aos critérios e foram selecionados como voluntários:

Eloisa Moulin Matias, Guilherme Piveti Filho, José Carlos Motta Lemos Neto e Sara Dogliotti

Critérios: 
- Ser aluno do Da Vinci pelo menos a partir de janeiro de 2011;
- Inscrição via site, pelo pai, mãe ou responsável, no período de 08:00 de 11/04/2012 até 16h de 17/04/2012. Essa inscrição pressupõe a assunção do compromisso pelo candidato, sob aprovação e autorização da família;
- Ter média acima de 7,0 nas notas do semestre anterior;
- Demonstrar bom relacionamento com professores e colegas de sala; 
- Ser aprovado por uma comissão formada por 05 profissionais do Da Vinci, que emitirão o parecer de forma soberana e irrecorrível;
- Caso haja um maior número de candidatos que de vagas, o primeiro critério de desempate será a comprovação por escrito (certificado, carta ou outro meio) no sentido de já haver participado de outro projeto voluntário (inclusive no Da Vinci);
- Persistindo maior número de candidatos do que de vagas, a seleção será feita por sorteio, na presença dos alunos que chegaram a essa fase."


---


Quanto a nós, do Arte, só resta recebê-los de braços abertos! Aprenderemos muito juntos, sem dúvida!


Cordialmente,
Alline Andrade
Coordenação Arte sem Limites

quinta-feira, 12 de abril de 2012

“SOU A FAVOR DA AFECC COMO ENTIDADE FILANTRÓPICA” – DÊ A SUA OPINIÃO!




A Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer – AFECC corre o risco de perder seu caráter filantrópico. Na prática, isso pode levar à uma diminuição na quantidade e na qualidade do atendimento e, ao mesmo tempo, impedir que os pacientes do SUS recebam tratamento.

A única forma de evitar que isso aconteça é com sua participação!

O Ministério da Saúde quer ouvir a população capixaba sobre os serviços prestados pelo Santa Rita por meio de uma consulta pública na internet. A consulta está disponível até o dia 13/04/12, podendo ser prorrogada até o dia 16/04/12.

Todos podem opinar, mesmo aqueles que já tenham participado do abaixo-assinado.

Para isso clique em “SOU A FAVOR DA AFECC” e manifeste a sua opinião, dizendo por que a AFECC deve continuar com seu caráter filantrópico. Além de atuar no diagnóstico e tratamento dos pacientes com câncer, A AFECC promove uma série de programas educativos e preventivos. Vale a pena conhecê-los para emitir a sua opinião a favor da AFECC!

No portal onde você fará o seu manifesto, é necessário preencher alguns dados. A seguir, você saberá como preencher essas informações. Esteja atento, pois isso é muito importante!

Sociedade Civil: seu nome (pessoa física) ou nome da sua empresa (pessoa jurídica)
Representante Legal: seu nome (pessoa física) ou nome do titular da sua empresa (pessoa jurídica)
CPF/CNPJ: seu CPF (pessoa física) ou CNPJ (pessoa jurídica)
Endereço: endereço da pessoa ou da sua empresa
Telefone: seu telefone
E-mail: seu e-mail
Identificação: AFECC-Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer
CNPJ: 28.137.925/0001-06
Processo n°(SIPAR): não é necessário preencher
Razões da Manifestação: escreva um texto dizendo por que você acredita que que a filantropia da AFECC deve ser mantida


Manifesto da Sociedade Civil no site do Ministério da Saúde:
http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/manifestacao/entidade

terça-feira, 27 de março de 2012

Venha fazer parte do ARTE!





VENHA CONHECER O PROJETO ARTE SEM LIMITES!

Oferecemos aulas gratuitas de violão, poesia, animação (stop motion), teoria musical e canto-coral.

Para participar é necessário ter algum tipo de deficiência, idade a partir de 12 anos, interessar-se por arte e música.

Os acompanhantes (familiares e/ou amigos) também podem se inscrever, mesmo que sejam pessoas sem deficiência.

As aulas do projeto acontecem aos sábados, das 8h às 12h30 no Centro Musical do Colégio Leonardo da Vinci (próximo à Sedu), situado na rua Elias Tommasi sobrinho, nº 154, bairro Santa Lucia, Vitoria/ES.

Maiores informações pelo telefone (27) 8133-6547 (falar com Arthur), pelo email arthur@phylarmonia.art.br ou deixe sua mensagem no telefone (27) 2104-0800, que entraremos em contato o quanto antes.

VENHA NOS CONHECER E SE ENCANTAR COM A ARTE E COM A MÚSICA!

Ocorreu um erro neste gadget